1 de junho de 2014

Tree of Heaven (K-Drama)

Depois de muito tempo eu me permite assistir Tree of Heaven. Agora entendo o porque da Ásia idolatrar tanto minha musa Shi Hye e o porque desse drama ser um do mais queridos entre os amantes de melodramas.

(Lee Wan, Park Shin Hye, Asami Reina, Uchida Asahi, Sonim) Ano : 2006
Tree of Heaven conta a trágica história de amor entre dois irmãos, Hana e Yoon Suh. Yoon Suh mudasse para o Japão após o pai casar-se com a mãe de Hana, ele é frio e desatento, tentando a qualquer custo evitar o carinho e amor que Hana dispunha para ele. Contudo, aos poucos ambos começam a se amar muito mais do que deveriam. Nesse tempo seus pais viajam e sofrem um acidente, falecendo, a tia de Hana e sua filha, mantem segredo e exploram os irmãos até o fático dia em que eles se separam. Dois anos depois, Hana, vive agora em Tóquio e ainda sonha em reencontrar seu amado irmão que, esta muito mais perto do que ela imagina.

Tree of Heaven, incontestavelmente, entrou por meu hall de queridinhos, podem ir la conferir no dramalist, porém nada de impede de ficar alienada com as decisões dos protagonistas e, principalmente, com o desenrolar final. Preparem os lencinhos e abram a mente para o tema central da história pois, se fosse no Brasil, os dois já teriam se amado mesmo com os pais vivos.

Hana, interpretada divinamente por Shin Hye, é uma personagem tão contraditória para o público (estrangeiro). Hana era simples mas não inocente, ela conhecia o limite e quando cruzou a barreira do amor fraternal tentou negar para si mesma e rechaçar o "irmão" o máximo que pode. O mais incrível da Hana é que ela nunca mentiu para o Ryu sobre seus sentimentos, não alimentando os dele e mantendo firme sua vontade de amar Yoon Suh. Lendo algumas resenhas, taxar a Hana de criança imatura era tão corriqueiro que eu começava a rir e não parava mais, gente, Hana não foi criada nos preceitos ocidentais, todas as suas duvidas e medos foram normais e aceitáveis para a cultura do Japão.
Yoon Suh é a prova que é possível amar e odiar um personagem ao mesmo tempo. Para MIM, Yoon Suh tinha  problemas psicológicos, além dos emocionais, marcado pela perda da mãe. Ele não era obcecado pela Hana, não do jeito maluco e depreciativo comum em dramas mas, amava-a de um jeito rude e complicado. Enfim, em muitos momentos as decisões dele me irritavam a ponto de contribuir ainda mais para o final que se desenrolou, tudo se baseia no "e se...", e se Yoon Suh falasse a verdade desde o começo? E se ele se permitisse ser um pouco egoísta? E se... E se... E se? ~ obs : ele jamais disse que amava a Hana, não na sua presença, isso aumentou ainda mais os meus "E se?".
Talvez eu tenha sido a única, porém, achei todo o relacionamento deles muito erótico. O lance de irmãos já é suficiente para tornar tudo mais tenso, aquela consciência de estar errado e mesmo assim ser o que se deseja me prendeu a todo momento. Algo ainda mais marcante foi a ausência de beijos entre o casal, uma bela sutileza dos autores para manter o amor deles como algo puro, correto e transcendente ao tempo. Não a muito o que acrescentar já que é claro que um ama o outro incondicionalmente, e isso foi o que levou a todos os acontecimentos, desastrosos ou não.
Ryu e Mika, o homem gente boa e a melhor amiga, foram bem utilizados. Ele sempre foi consciente dos reais sentimentos de Hana e aceitou esperar por ela o quanto fosse possível, ou necessário, de muitas maneiras ele foi o personagem mais próximo a realidade da história e, mesmo não sendo amado por mim, foi essencial. Já Mika, teve seus altos e baixos, não a tiraria da trama mas, se ela não estivesse lá outra poderia substitui-la sem problemas.
Agora, Maya tinha uma personalidade tão superficial que chegava a irritar. Mais uma garota com futuro brilhante arruinado por uma mãe trambiqueira e, principalmente, pela inveja sem sentido que tinha em relação a Hana. Não me desce aquele amor desenfreado que ela dizia ter pelo Yoon Suh, mesmo com suas atitudes verdadeiras e maduras. É difícil classificá-la pois não a odiei como esperava mas, seu esteriótipo raso me decepcionou um pouco.
Tree of Heaven é um drama triste, beirando ao desespero. Primeiro, o amor deles é abafado por serem irmãos perante a lei e, principalmente, pelos costume orientais, mesmo assim Yoon Suh sempre deixa claro seus sentimentos, causando até mesmo momentos constrangedores. Depois, com a revelação de tudo, Hana deixa claro seu amor pelo "oppa"  mas, é hora de Yoon Suh "rechaça-la" pois estava envolvido com o submundo perigoso da yakuza. O mais intrigante é que mesmo ambos, em diferentes momentos, querendo negar o amor, não se afastavam, muito pelo contrário, pareciam ainda mais unidos. Possivelmente, isso tenho sido o que mais me prendeu em TOH.
Pra não dizer que eu não ri, os gangsters da yakuza, seguidores do Yoon Suh na segunda metade do drama, iluminaram a minha vida. Como eu adorei todos eles, principalmente o tiozão que sempre tinha que dar um jeito de realizar as presepadas do Yoo Suh para impressionar a Hana.
O final é daqueles que eu gosto, daqueles que espero e vibro, porque me marca e sempre vai me fazer pensar "mas e se...". De certo modo é esperado, levado em conta tudo que vai acontecendo no decorrer dos episódios. Não que seja tudo redondinho e sem pontas soltas, porém eles conseguiram fazê-lo da forma mais bonita possível além, da bela explicação para o nome do drama (cadê meus lencinhos?!).
Enfim, Tree Of Haven me conquistou completamente, não existe palavra melhor que incrível para descrever o quanto esse drama me encantou. Mesmo não sendo unanimidade entre os dorameiros, Hana e Yoon Suh se tornaram um dos meus casais favoritos da vida, vendo pela primeira (e unica) vez Shin tomar a iniciativa. Ninguém tira da minha cabeça que ela se apaixonou pelo Lee Wan... mas quem não?!

E tem gente que diz que a Shin Hye não sabe atuar...
Ainda acho que ela ta guardando o seu beijão master pro remember com o Lee Wan
my feelingssssssss
Então é isso, beijos!

3 comentários:

  1. Nossa, fiquei tentada em assistir, e certamente quando eu terminar Angel Eyes e Doctor Stranger, Tree of Heaven será o próximo! Sim, mas eles são irmãos de sangue mesmo? Esse K-drama deve ter sido um impacto à sociedade coreana, hein. Se aqui que é aqui, onde a bagunça é grande, a televisão ainda tem um certo cuidado em tratar determinados assuntos, por conta dos mais tradicionalistas, imagine no oriente onde os moldes são do confucionismo.
    Ai não, já quero assistir Tree of Heaven logo-pra-ontem-de-preferência.
    Super mara a sinopse! :D

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca chorei taaanto assistindo Tree of Heaven, só fiquei mto depressiva com o final! Pra que tanta desgraça senhor, os momentos felizes no drama eram tão poucos!!
    O que eu mais gostei mesmo foi essa tensão toda entre o casal e rezo pra que eles voltem a fazer dramas juntos, QUEREMOS BEIJO SHIN HYE E LEE WAN PRA ONTEM <3 <3

    ResponderExcluir
  3. Atuar ela sabe...só não abre a boca pra beijar

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Hallyudramas Copyright © 2012 Design by Ana Coscia Hallyudramas

Related Posts with Thumbnails